O cego de Nascença


TEXTO: João 9: 1. E passando Jesus, viu um homem cego de nascença. 2. Perguntaram-lhe os seus discípulos: Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego? 3. Respondeu Jesus: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi para que nele se manifestem as obras de Deus. 4. Importa que façamos as obras daquele que me enviou, enquanto é dia; vem a noite, quando ninguém pode trabalhar. 5. Enquanto estou no mundo, sou a luz do mundo. 6. Dito isto, cuspiu no chão e com a saliva fez lodo, e untou com lodo os olhos do cego, 7. e disse-lhe: Vai, lava-te no tanque de Siloé (que significa Enviado). E ele foi, lavou-se, e voltou vendo. 8. Então os vizinhos e aqueles que antes o tinham visto, quando mendigo, perguntavam: Não é este o mesmo que se sentava a mendigar? 9. Uns diziam: É ele. E outros: Não é, mas se parece com ele. Ele dizia: Sou eu. 10. Perguntaram-lhe, pois: Como se te abriram os olhos? 11. Respondeu ele: O homem que se chama Jesus fez lodo, untou-me os olhos, e disse-me: Vai a Siloé e lava-te. Fui, pois, lavei-me, e fiquei vendo. 12. E perguntaram-lhe: Onde está ele? Respondeu: Não sei. – Bíblia JFA Offline

Início: Jesus estava passando e viu um homem com uma necessidade, ele era cego de nascença e os discípulos também viram aquele homem. Havia uma crença comum na cultura judaica que o sofrimento ou a calamidade na vida de uma pessoa era motivado por um grande pecado, mas Jesus ensina que situações adversas independente das circunstâncias servem para glorificar a Deus e para acrescentar ainda mais a nossa fé. Cremos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, e se Deus tirasse de cada um o sofrimento e as dificuldades, nem sempre a nossa motivação em segui-lo estaria correta. Precisamos entender que estamos vivendo num mundo que jaz no maligno e que nossas atitudes, boas nem sempre serão aprovadas pelo mundo, mas nós que temos o caráter de Cristo, temos a cultura do Reino em nossa vida e isto faz toda a diferença. Temos neste texto algumas atitudes, que devem nos trazer uma profunda reflexão, mediante a ação sobrenatural de Jesus na vida daquele homem, como foi o comportamento das pessoas? Qual o impacto que aquele milagre provocou?

Houve uma grande confusão com os judeus não  só pela cura, mas Jesus realizou este milagre no sábado, violando as tradições deles (9:14,16).

Nas afirmações deste homem,  percebemos uma sinceridade e honestidade que todos nós precisamos, e que os líderes em Jerusalém nem tinham, nem compreendiam. Por suas palavras, podemos entender o que o homem, outrora cego, chegou a ver.

Ele falou com os vizinhos e conhecidos
Logo após a cura, as pessoas que conheciam o cego ficaram perplexas e discutiram entre si. Será que é o mesmo que era cego? O mendigo conhecido?

1. confusão com os judeus só pela cura, mas Jesus realizou este milagre no sábado, violando as tradições deles (9:14,16).

Ao longo das discussões relatadas neste capítulo, o homem curado fala varias vezes, respondendo às dúvidas e perguntas do povo, dos líderes religiosos e, por último, respondendo ao próprio Jesus. Nas afirmações deste homem, percebemos uma sinceridade e honestidade que todos nós precisamos, e que os líderes em Jerusalém nem tinham, nem compreendiam. Por suas palavras, podemos entender o que o homem, outrora cego, chegou a ver.

Ele falou com os vizinhos e conhecidos

Logo após a cura, as pessoas que conheciam o cego ficaram perplexas e discutiram entre si. Será que é o mesmo que era cego? O mendigo conhecido?

1. Sou eu (9:9). Ele sabia a verdade e respondeu à dúvida dos vizinhos. Não tinha motivo para negar a sua identidade nem o seu passado como o mendigo cego. Sua resposta levou a outras perguntas. O que aconteceu? Como foi curado?

2. Jesus fez lodo e mandou-me lavar. Fiz o que mandou, e fui curado (9:11). Jesus o curou. Ele fez apenas o que Jesus mandou. Esta resposta aumentou a curiosidade, e queriam ver Jesus. Onde está?

3. Não sei (9:12) – Ele não sabia para onde Jesus fora, e falou a verdade. Recebeu a bênção, mas ainda não sabia como guiar outros a Jesus.

O caso chegou rapidamente ao conhecimento dos líderes judeus, e começaram a interrogar o homem. Queriam saber o que aconteceu.
Conclusão: Aquele homem tinha sido cego e agora estava curado, mas o problema do povo e dos líderes não era o milagre na vida daquele homem e sim quem ousava fazer este milagre, pois a hora, o lugar eram impróprios para aquele tipo de  ação, não era politicamente e religiosamente correta a atitude de Jesus, mas só perguntar para aquele homem ele respondeu: só sei de uma coisa, eu era cego é aquele homem me curou. Aquele que tem experiência com o Senhor jamais terá dúvida daquilo que Ele fez em sua vida. Eu estou curado. Amém.