Quem é o meu próximo?

      

Texto: Lucas 10:30-37 – E, respondendo Jesus, disse: Descia um homem de Jerusalém para Jericó, e caiu nas mãos dos salteadores, os quais o despojaram, e espancando-o, se retiraram, deixando-o meio morto.31 – E, ocasionalmente descia pelo mesmo caminho certo sacerdote; e, vendo-o, passou de largo.32 – E de igual modo também um levita, chegando àquele lugar, e, vendo-o, passou de largo.33 – Mas um samaritano, que ia de viagem, chegou ao pé dele e, vendo-o, moveu-se de íntima compaixão;34 – E, aproximando-se, atou-lhe as feridas, deitando-lhes azeite e vinho; e, pondo-o sobre a sua cavalgadura, levou-o para uma estalagem, e cuidou dele;35 – E, partindo no outro dia, tirou dois dinheiros, e deu-os ao hospedeiro, e disse-lhe: Cuida dele; e tudo o que de mais gastares eu to pagarei quando voltar.36 – Qual, pois, destes três te parece que foi o próximo daquele que caiu nas mãos dos salteadores?37 – E ele disse: O que usou de misericórdia para com ele. Disse, pois, Jesus: Vai, e faze da mesma maneira.

Início: Jerusalém significa “a visão da paz”, era considerado no aspecto espiritual um local de paz, história, religião e privilégio. Essa era a cidade que Deus escolhera para ali colocar o seu nome, o centro de adoração e comunhão com ele próprio. Na época de Jesus tudo girava em torno de Jerusalém, alí eram realizadas as festas indicadas por Deus na Lei de Moisés.

Jericó Biblicamente era a cidade da maldição (Josué 6:26); no entanto, era uma bela localidade, graças à sua localização e suas palmeiras. Mas essa cidade, que estivera debaixo da maldição durante séculos, tornara-se, naquele tempo, um abrigo sacerdotal, onde viviam sacerdotes quando não estudavam em Jerusalém, distante aproximadamente 24 quilômetros.

A estrada entre as duas cidades estava situada num vale rochoso e perigoso, e era freqüentada por ladrões e assaltantes; portanto não oferecia segurança aos viajantes. Sacerdotes e levitas, graças à sua vocação religiosa, nunca eram molestados pelos ladrões que, por causa de seus atos de violência, fizeram com que aquela região selvagem recebesse o nome de Adumim (Josué 15:7), ou passagem de sangue. Josefo nos conta que um pouco antes de Cristo haver narrado essa parábola, Herodes dispensara 40 mil trabalhadores do templo, e muitos deles se tornaram assaltantes de estrada, corruptos, e tinham a seu favor os lugares que ofereciam condições para se esconderem e as curvas fechadas da estrada.

Temos nesta passagem alguns personagens que Jesus utiliza para trazer verdades marcantes sobre o Reino de Deus:

    1. O homem assaltado: Não sabemos quem é este homem, talvez tenha sido um homem próspero financeiramente, talvez os ladrões tenham visto ele sair com muito dinheiro de Jerusalém e agora estava passando naquela região. Também representa o homem sem Deus, que precisa ser alcançado pelo seu poder, através da salvação que Jesus nos oferece(Jo. 1:11/12).
    2. Os salteadores são os demônios e os seus anjos: A bíblia diz em Jo: 10:10 que o diabo veio para matar, roubar e destruir. O diabo é o nosso inimigo declarado e o que ele quer é agredir a santidade de Deus através de cada homem/mulher. 
    3. O sacerdote e o levita: Eram aqueles que representam a Lei de Deus e que deveriam além de ensinar, também demonstrar esta Lei para as pessoas, mas aqui representam a velha aliança; e a Lei e a velha aliança não salvam ninguém. Vivemos, graças a Deus, no tempo da graça; onde o verdadeiro e novo caminho foi aberto por Jesus para cada um de nós, e os que creem no seu nome, tem uma nova condição de vida na presença do Pai.
  • 4 O Bom Samaritano: É representado por Jesus e a sua obra na cruz do Calvário para nos salvar, não olhando para os nossos erros e o nosso pecado, mas simplesmente se entregou para a nossa salvação. E hoje nós somos discípulos Dele aqui nesta terra, então devemos andar como Ele andou e fazer tudo aquilo que Ele nos deixou para fazer(Mt. 6:33- Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas).
  1. O óleo e o vinho: O óleo é o Espírito Santo derramado em nossas vidas e o vinho é o sangue de Jesus que cura o pecador e purifica de todo o pecado. O Bom Samaritano derramou óleo e vinho que são elementos purificadores, nós temos a Unção de Cristo em nossas vidas para derramar na vida de todas as pessoas que nos rodeiam(II Co. 2:1515 – Porque para Deus somos o bom perfume de Cristo, nos que se salvam e nos que se perdem).
  2. A hospedaria é a igreja: A Igreja tem a função de abrigar todos aqueles que estão enfermos para que se tenha o tratamento de Deus nesta vidas e elas sejam completamente curadas. Entendemos também que no caso de nossa Visão de igreja em células, as células são a igreja do Senhor, então nas células o poder de Deus tem que ser manifestado, através de curas, sinais e prodígios.
  3. As duas moedas: são os dois mandamentos:1º Mandamento: “Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento e todas as tuas forças”.2º Mandamento: “Amarás o teu próximo como a ti mesmo”.
  4. O dono da hospedaria é Deus: Que conforme Jo. 3:16 diz que com o seu amor amou o mundo e entregou Yeshua, para nos dar uma nova oportunidade de salvação. Deus é aquele que proporciona a todo o homem a restauração completa da sua vida, prá que Ele experimente a Boa, perfeita e agradável vontade do Pai.

Conclusão: Jesus em uma conversa com um especialista na Lei de Moisés coloca fundamentos importantíssimos sobre o Reino de Deus e assim não se deixa levar por aquilo que o inimigo através desse homem queria lançar sobre a sua vida. A bíblia nos diz que é o Espírito Santo que nos faz lembrar de todas as coisas e é Ele que trás as palavras corretas para que respondamos a esperança que há em nossas vidas. Por isto não podemos nos intimidar, temos que falar a tempo e fora de tempo as verdades do Reino de Deus e apresentar a Yeshua Hamashia como único Salvador e Senhor das nossas vidas e do nosso próximo.

Que as nossas células sejam um referencial da Glória de Deus, que as células sejam um Pronto-Socorro espiritual, onde as pessoas vão e saem de lá curadas e transformadas pelo poder de Deus. Amém