Quanto custa o evangelho?

Texto: Mateus 13:44-46 – Também o reino dos céus é semelhante a um tesouro escondido num campo, que um homem achou e escondeu; e, pelo gozo dele, vai, vende tudo quanto tem, e compra aquele campo.45 – Outrossim, o reino dos céus é semelhante ao homem, negociante, que busca boas pérolas;46 – E, encontrando uma pérola de grande valor, foi, vendeu tudo quanto tinha, e comprou-a.

Início: Todos nós sabemos dar bons valores as nossas coisas, ou melhor pelo menos a maioria de nós sabe dar bons valores as nossas coisas. Já teve a sensação quando você vai vender um carro, que comprou em suaves prestações e em 48 meses pelo menos e quando um ser humaninho vai ver este carro, começa a desdenhar ou a colocar defeitos nele para conseguir um bom desconto por ele? Ah meu amado não sei você, mais eu não gosto deste sentimento, pois me leva a pensar como foi custoso, difícil, passar por todo o tempo em que chegava o dia 05 ou dia 10 separar aquela graninha prá quitar mais um parcela do meu querido carrinho. Mais infelizmente é a mente do nosso povo brasileiro, não importa se é bom, aliás é excelente, se é bonito, tem que ser via de regra, barato, porque além de tudo eu tenho que fazer um ótimo negócio. Tivemos a oportunidade de estar em Jerusalém algumas vezes, e em uma delas estávamos comprando presente para o M-12 na rua Bem Yehuda, na principal rua de comércio, não na cidade velha, que está ocupada por árabes, mais na cidade nova, onde os judeus estão e tentando conversar com o dono da loja, ele entendeu que estávamos pedindo desconto e na realidade estávamos querendo saber se ele tinha mais artigos iguais aqueles. O homem ficou irado e simplesmente deixou nós alí e subiu para a sobreloja, encerrando a venda. Outra funcionária veio e conseguimos nos comunicar e dizendo que queríamos o nr. certo de objetos e compramos, pois alí, já tínhamos andado muito, era o melhor preço.

Estava pensando sobre isto na sexta feira e me veio ao coração estarmos ministrando sobre a importância do evangelho para cada um de nós e se realmente temos dado a importância que ele tem, porque senão estaremos nos enganando e não dando o significado que ele merece.

O que a bíblia diz sobre o valor do Evangelho?

  1. O que custou para o fazendeiro o evangelho: 16:26- “Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma? Ou que dará o homem em recompensa da sua alma?”. Aqui vemos um homem que era muito rico, mais que não era rico para com Deus, porque ajuntava somente tesouro na terra, onde a ferrugem estraga, onde os ladrões minam e roubam. Diz a bíblia que naquele ano a sua fazenda produziu muito e ele nem tinha onde guardar, então ele criou uma estratégia, construiu celeiros maiores para absorver toda a sua colheita e depois ele iria aproveitar tudo aquilo que ele mesmo havia conquistado. E isto aos olhos do Senhor pareceu uma péssima idéia, aliás, qualquer plano que não passe pelo Senhor está fadado ao fracasso e no caso do homem rico da parábola não foi diferente e na mesma hora ele recebeu a sentença de Deus a respeito de seus planos, veja: “Mas Deus lhe disse: Louco! esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será?” (Lucas 12:20). Pois é, só faltou combinar com Deus o restante da sua vida.
  2. O que custou para o Jovem rico o Evangelho: Nos evangelhos se registram esta história, cada um fornecendo detalhes para completar a narração. Mateus diz que era jovem. Lucas nos informa que era um homem de posição. Estes dois e Marcos comentam sobre a riqueza deste homem. Jesus estava nas últimas semanas do seu ministério e havia atravessado o rio Jordão para passar pela região conhecida como Pereia, ao lado oriental do Jordão. Ele voltaria logo para entrar em Jerusalém, confrontar os líderes e ser rejeitado e crucificado. O jovem aproximou-se de Jesus e fez a pergunta mais importante que qualquer um poderia fazer: “Bom Mestre, que farei para herdar a vida eterna?”(Mc. 10:17). Antes de responder à pergunta, Jesus frisou o significado das palavras escolhidas pelo homem. Se só Deus é bom, o jovem implicitamente reconheceu a divindade e, por isso, a autoridade de Jesus. Quando Jesus, poucos minutos depois, fez dele uma grande exigência, o homem precisava entender que esta instrução veio do próprio Deus. Jesus viu que o problema do jovem não foi uma questão de obediência visível a alguma regra, e sim questão das prioridades da vida. Jesus falou para ele vender todos os seus bens e dar aos pobres o dinheiro. Assim, ele poderia seguir ao Mestre (Mt. 19:21). Muitas pessoas, como aquele jovem rico, são impedidas de servir ao Senhor por causa do dinheiro. Podem ser pobres que trabalham tanto que não têm tempo para Deus, ou ricos que se orgulham das suas conquistas materiais. Prá Jesus não teve meio termo, e aquele jovem achou que era caro demais, virou as costas e foi embora, porém não houve desconto, ou uma nova rodada de negociação.

Conclusão: Hoje é Dia das Mães e talvez a Palavra poderia ter sido uma outra mais comedida, mais amorosa, mais abençoadora, mais não a Palavra foi para que entendamos o seguinte: Deus colocou todas as ficha em nós e deu o que Ele tinha de mais precioso, a sua própria vida em nosso favor. O evangelho é o bem mais precioso que o homem tem e se ele não entender isto o espírito de engano estará reinando sobre a sua vida. Esta noite vimos duas narrativas da Palavra de Deus: Uma é uma parábola, uma estória que mostra as verdades do Reino de Deus e a outra é uma história verídica de um jovem que teve uma bela oportunidade para entrar para o Reino de Deus e jogou a sua oportunidade fora, achando que era caro demais para ele. Será que estas narrativas estão demonstrando claramente a tua forma de pensar e até mesmo as tuas atitudes? Deixe o Espírito Santo ministrar ao teu coração e te convencer que aquilo que o Senhor está te pedindo, não é caro, mais é muito barato, pois o que Ele te oferece é a Vida Eterna na sua presença. Amém.