De onde vem?

Salmo 121:1,8 :Elevo os meus olhos para o monte. De onde virá o meu socorro?O meu socorro vem do Senhor Jeová, que fez os céus e a Terra. Não permitirá que o teu pé tropece, pois não dormitará aquele que te guarda.Eis que não dormitará nem dormirá o guarda de Israel.O Senhor Jeová é quem te guarda: O Senhor é a tua sombra à tua mão direita.O sol não te fatigará de dia, nem a lua, de noite.O Senhor Jeová te guardará de todo mal; ele guardará a tua alma.O Senhor Jeová guardará a tua saída e a tua entrada, desde agora e para sempre.

Início: Se pesquisarmos bem, poderemos ver as linhas teológicas a respeito desse salmo, porém, o meu desejo é estabelecer ou tentar estabelecer uma linha de raciocínio na colocação prática dentro do cotidiano, pessoas comuns.
Quem nunca, em algum momento de sua vida se viu só?
Quem nunca, em algum momento de sua vida se sentiu só?
Desenvolvimento: Há momentos em que nos sentimos totalmente desamparados, sem rumo, sem destino, sem idéias, sem sonhos, sem saída…
Nada acontece de bom, pelo menos em nossas avaliações.
Perdemos coisas, perdemos causas, perdemos razões, perdemos pessoas, perdemos nosso alicerce.
Então, depois de tanta aflição e desespero, ou até o ponto em que chegamos ao status de aflição e desespero, lembramos que existe um Deus ao qual podemos recorrer e, aos seus pés colocar nossas petições e súplicas (Filipenses 4,6).
Se pensarmos que do monte pode vir nosso socorro e lembrarmos que do monte das bem aventuranças foram proferidas palavras de poder, alento, salvação, consolo, a lei de Cristo, lá no inicio de seu ministério (Mateus 5:1,12) e que do monte das oliveiras, as palavras eram de angustia e de entrega, no final de seu ministério, poderemos perceber que, apesar de sugerirem grandiosidade, poder e força, o socorro não vem de lá dos montes mas sim do próprio Deus que os fez. 

O SOCORRO: Há uma pergunta pertinente aqui: Porque demoramos tanto a pedir socorro a quem realmente pode resolver todas as nossas causas e solucionar todos os nossos problemas?

A resposta é que nem sempre acreditamos nesse Deus ou o transformamos em um Deus que só sabe dar boas soluções aos problemas alheios, ou seja, quando é nossa vez de experimentar o poder de Deus, desmoronamos pela nossa dor interna que se espalha e contamina todo o corpo, alma e espírito.
Se entendermos que Deus é de fato nosso Deus, estaremos usufruindo de todos os seus benefícios, não importa o que os olhos naturais digam.
No verso 3 Ele diz que não permitirá que o teu pé vacile e que não vai dormir para te guardar.
No verso 4, nem um cochilo sequer, só pra nos cuidar.
No verso 5 e 6 , estaremos protegidos pela sua sombra projetada sobre nós,  nos escondendo do inimigo, apesar de ele estar lá, tomados pela nossa mão direita. (Porque eu, o Senhor teu Deus, te tomo pela tua mão direita; e te digo: Não temas, eu te ajudo.Isaías 41:13)
Ele nos toma pela nossa mão direita com a sua mão direita, a sua destra fiel (Isaías:41:10 : Não temas, porque eu sou contigo. Não te desmaies, porque eu sou teu Deus. Eu te fortaleço, eu te ajudo, e te sustento na minha mão direita vitoriosa.
O que ou quem é a mão direita vitoriosa de Deus?
Em Marcos 16:19 vemos o seguinte: “Ora, o Senhor, depois de lhes ter falado, foi recebido no céu, e assentou-se à direita de Deus”.
É então, o Senhor Jesus nos tomando pela nossa mão direita com a sua mão direita; um encontro face a face diário.
No verso 7 Ele diz que nos guardará de todo o mal e Também vai guardar nossa alma.
E por fim, no verso 8 Ele guardará nossa saída, ou seja, as nossas idas, nossas investidas, nossas redes lançadas, nossas idéias colocadas em prática, e também , a nossa entrada, ou seja, Ele estará conosco desde o inicio até o fim de tudo aquilo que começamos e, com perseverança concluímos.
O nascimento de Jesus foi a saída para a nossa salvação e sua entrada triunfal em Jerusalém (João 12:12) tornava público que Ele era o Messias e também era o sinal de um projeto bem sucedido sendo concluído: Morte de cruz para o resgate de todos nós!
Diz a palavra de Deus que Ele fez o céu e a terra.
Ele fez todas as coisas, inclusive o homem.
O socorro, então, vem Dele,
Porém, hoje em minhas orações, posso olhar para um monte qualquer e pedir socorro, mas, de onde ele virá?
Não virá do monte, mas de Deus através de seus filhos.

No salmo 121, o salmista se pergunta de onde virá seu socorro e Deus lhe mostra cuidado antes que ele precise de fato de socorro!
Ele conta conosco, que nele cremos para sermos o auxilio, o protetor presente em tempo certo àquele que precisa.
No projeto Salvação, Jesus precisou de alguém para auxiliá-lo em sua infância.
Deus então, escolhe José para desempenhar tal tarefa.
Maria deu à luz Jesus e José teve o privilégio de cuidar de Jesus em sua infância, apesar de ter perdido o direito de ser o pai biológico, pois aquele menino não seria seu primogênito e sim o primogênito de Deus.
Assim como José, nem sempre entendemos de imediato os desígnios de Deus, porém se, pararmos para ouvirmos e cumprirmos, colheremos resultados extraordinários.
O nome José em hebraico significa Yosef, que quer dizer: Deixe-o acrescentar.
Deus confia seu filho á um carpinteiro chamado José, o qual tem o privilégio de ver de perto o nascimento do Rei dos Reis, ensiná-lo enquanto criança e lhe acrescenta filhos e filhas, a família de Jesus.
Jesus não era filho de José mas era conhecido como o filho do carpinteiro.

SERMOS PRÓXIMOS:Ser o próximo de alguém, ser o socorro de alguém, ser o auxílio de alguém nada mais é do que estar atento aos acontecimentos ao redor de cada um de nós.
Se dizemos que amamos a Deus, conseguiremos facilmente ser o socorro de alguém em qualquer tempo, principalmente em tempos difíceis.

Autor: PR Luiz