A Missão da Igreja de Jesus

image_pdfimage_print

Texto: Mt. 28:17-20 – E, quando o viram, o adoraram; mas alguns duvidaram.18 – E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra.19 – Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo;20 – Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém.

Início: Quantas e quantas vezes passamos por situações espirituais constrangedoras quando a nossa alma nos aplica vários golpes e o nosso espírito desfalece e até parece que não vamos conseguir sair desses buracos espirituais em que caímos. Isto nos trás constrangimentos, pois já temos algum tempo em que caminhamos com o Senhor, então porque isto ainda acontece conosco?

Pois bem, se prestarmos atenção em vários textos da Bíblia Sagrada, iremos nos deparar com os discípulos de Jesus passando os mesmos problemas, sim a equipe que Ele mesmo montou num total de 12 homens, forjados pelo Senhor durante quase 3 anos e meio e ainda não estavam com o mesmo pensamento e as mesmas atitudes(Fl. 2:5-6 – De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus,6 – Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus), então podemos entender que tudo aquilo que Jesus havia ministrado na vida deles, não tinha surtido o efeito necessário ou seja, ainda naturalmente falando, não estavam prontos para serem embaixadores do reino de Deus, por onde quer que passassem(II Co. 5:20 – De sorte que somos embaixadores da parte de Cristo, como se Deus por nós rogasse. Rogamo-vos, pois, da parte de Cristo, que vos reconcilieis com Deus).

No texto acima verificamos que Jesus já havia ressuscitado, já estava prestes a subir ao céu, Judas já tinha se suicidado, por remorso de ter traído ao mestre, Pedro já havia se arrependido de ter negado ao Senhor e a Equipe estava dividida, pois muitos o adoraram e outros duvidaram. Então eu posso afirmar que alguns que não se apresentaram, assim como fizeram Judas e Pedro, também estavam contaminados com a dúvida em seus corações.

A dúvida é um estado de incerteza em relação a realidade ou hesitação entre duas ou mais coisas e era exatamente isto que acontecia na equipe de Jesus, embora havia aqueles que estavam certos e convictos que quem se apresentava diante Deles era Jesus, o mesmo que estivera com eles por tanto tempo, alguns porém levados por sua alma frágil e incrédula duvidaram do Messias. Temos a passagem bíblica clássica da incredulidade de Tomé, que quando os outros discípulos disseram que viram Jesus, ele não creu(Jo.20:24-24 – Ora, Tomé, um dos doze, chamado Dídimo, não estava com eles quando veio Jesus.25 – Disseram-lhe, pois, os outros discípulos: Vimos o Senhor. Mas ele disse-lhes: Se eu não vir o sinal dos cravos em suas mãos, e não puser o dedo no lugar dos cravos, e não puser a minha mão no seu lado, de maneira nenhuma o crerei), e Jesus se manifestou a Tomé e alí consolidou a alma dele.

Conclusão: Talvez se Jesus fosse um presidente de uma empresa, um técnico de um time de futebol ou um outro líder qualquer, teria chamado aquela equipe para um treinamento intensivo, ou até mesmo teria aberto mão dos incrédulos, mais Ele creu que o trabalho realizado por Ele tinha sido perfeito e agora seria enviado um outro Consolador, que completaria a obra na vida daqueles homens e também nas nossas vidas(Jo. 16:7-11- Todavia digo-vos a verdade, que vos convém que eu vá; porque, se eu não for, o Consolador não virá a vós; mas, quando eu for, vo-lo enviarei.8 – E, quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo.9 – Do pecado, porque não crêem em mim;10 – Da justiça, porque vou para meu Pai, e não me vereis mais;11 – E do juízo, porque já o príncipe deste mundo está julgado). Através desses homens frágeis e incrédulos, o evangelho, que é as boas novas de salvação chegou até nós, então não podemos ter medo, vamos e anunciemos o plano de salvação, crendo que o Espírito Santo está conosco e Ele nos guiará e nos dará sabedoria em todas as circunstancias. Amém.