Ouro, incenso e eu

image_pdfimage_print


E vendo eles a estrela, alegraram-se com grande e intenso júbilo. Ao entrarem na casa, encontraram o menino com Maria, sua mãe, e prostrando-se o adoraram. Então abriram seus tesouros e lhe ofertaram presentes: ouro, incenso e mirra Mt 2:10,11

Dezembro, o mês da correria, o mês de comprar presentes para todos , mesmo que não tenhamos o dinheiro suficiente vamos comprar e depois… Bem, depois a gente resolve.
Mês em que ouvimos o “dingobell” em cada esquina, mês em que nos sentimos melhor , mês que sentimos aquela sensação gostosa e ficamos  com desejo de abraçar todo mundo, mês do papai Noel, o bom velhinho de vermelho que não sei se neste ano de 2020 virá, já que ele é do grupo de risco ( idade e sobrepeso) e com a covid 19 por aí acho que ele não deveria arriscar…
O mais interessante disso tudo é que o ser AUSENTE que vem do pólo norte sentado em seu trenó puxado por suas renas voadoras causa mais impacto do que o menino PRESENTE que nasceu em uma cidade chamada Belém ( casa do pão), que cresceria e ensinaria sobre o reino de Deus e morreria mais tarde salvando toda a humanidade da morte eterna e lhe PRESENTEARIA com a vida ao lado de Deus PRESENTE para sempre.
O presente do AUSENTE é a ilusão de uma satisfação momentânea e passageira que logo no dia seguinte começa a desaparecer à medida em que nos acostumamos com aquilo que ganhamos e logo se busca outra data para se esgotar a alegria escondida em algum lugar nas profundezas da alma.
Já o presente do PRESENTE, aquele que não valorizamos mas que tem um valor incalculável, é eterno pra quem consegue enxergar além da matéria simplesmente, alegra a vida, afaga a alma, dá a certeza da vitória todos os dias daquele que tem fé e mostra, mesmo que os nossos limitados olhos não vejam, que a vida é muito mais do que esses poucos anos de passagem sobre a Terra.
O presente do AUSENTE dura um dia, o presente do PRESENTE não há traça que corroa.

Ouro, incenso e mirra,
O livro de Mateus, no capítulo 2, versos 10 e 11 diz o seguinte:
E vendo eles a estrela, alegraram-se com grande e intenso júbilo. Ao entrarem na casa, encontraram o menino com Maria, sua mãe, e prostrando-se o adoraram. Então abriram seus tesouros e lhe ofertaram presentes: ouro, incenso e mirra.
Notem que a primeira coisa que os magos que vieram do oriente fizeram ao ver Jesus foi se prostrarem, lançarem-se ao chão em sinal de adoração àquele menino, reconhecendo como Deus filho e em seguida, diante dele, abriram seus tesouros, suas riquezas e os entregaram aos  pais.
Ouro que era o presente entregue para reis, reconhecendo em Jesus a realeza, nascera Jesus Cristo o filho de Deus, o Rei dos Reis…
O incenso que era para  o Deus, representando a fé já que era usado nos templos simbolizando a oração que chega até Deus.
A mirra era para o sepultamento após o sacrifício de cruz, reconhecendo nele o único  sacrifício possível, capaz de salvar toda a humanidade. Fez parte das especiarias que puseram no corpo de Jesus no sepulcro. (joão 19:39)
A intensa alegria dos magos ao verem Jesus pode ser traduzida pelo fato de que, até aquele instante, somente se acessava a Deus através de um sacerdote, e o perdão dos pecados através de sacrifícios de animais, mas, a partir daquele momento o projeto SALVAÇÃO estava em sua mais importante fase e, através daquele menino, eles e todo aquele que desejasse poderia acessar a Deus diretamente. Um presente para Jesus Cristo: Ouro, incenso e eu

Quão difícil é presentear…
Nem sempre conseguimos acertar o presente que agrade a pessoa que recebe.
Sendo assim, fico imaginando se eu quisesse presentear a Jesus Cristo, com o que seria? Com o que presentearia o dono do ouro e da prata, com o que presentearia aquele que tem todas as coisas?
Os magos do oriente deram a Jesus ouro, incenso e mirra, produtos de seus tesouros.
O que poderíamos nós darmos a Ele?

Ouro?
Não há mais necessidade de um presente que dê reconhecimento de seu reinado pois Ele já reina ao lado de Deus.
O qual está à destra de Deus, tendo subido ao céu, havendo-se-lhe sujeitado os anjos, e as autoridades, e as potestades.1 Pedro 3:22
O que Ele quer não é nosso ouro, mas a fé e força que há dentro de nós que nos impulsiona a prosseguir, vencer e ajudar a vencer: disse Pedro: Não tenho prata nem ouro; mas o que tenho isso te dou. Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e anda.Atos 3:6

Incenso?
Quando os magos entregaram o incenso como presente, era como se dissessem: Nós o reconhecemos com Deus.
Em Romanos 10:9,11 diz o seguinte: A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo.
Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação.
Porque a Escritura diz: Todo aquele que nele crer não será confundido.
Romanos 10:9-11
Quando dizemos que o recebemos, o reconhecemos como Senhor, Salvador e Deus.

Mirra?
A mirra foi usada para o sepultamento de Jesus.
Como homem, Ele já morreu uma vez, ele já foi sacrificado e, em função disso, toda a dívida humana foi cancelada, foi paga na cruz.
Ele nunca mais precisará de mirra!

Sendo assim, o meu presente à Jesus Cristo seria o seguinte: O meu ouro é minha fé Nele a e força que Ele me deu para prosseguir, o meu incenso é minha confissão diária, é recebê-lo todos os dias, dedicando a ele as alegrias e o choro tendo a plena convicção de que Ele está no controle de tudo e a minha mirra substituo por mim mesmo já que Ele morreu por mim e por todos, enquanto ela significa morte, o meu melhor presente a Ele será a minha salvação!
Eu diante Dele, no grande dia!

Pr Luiz 05.12.2020

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *