O Jovem que seguia Jesus nú.

image_pdfimage_print

Texto: Mc. 14:43-52 – E logo, falando ele ainda, veio Judas, que era um dos doze, da parte dos principais dos sacerdotes, e dos escribas e dos anciãos, e com ele uma grande multidão com espadas e varapaus.44 – Ora, o que o traía, tinha-lhes dado um sinal, dizendo: Aquele que eu beijar, esse é; prendei-o, e levai-o com segurança.45 – E, logo que chegou, aproximou-se dele, e disse-lhe: Rabi, Rabi. E beijou-o.46 – E lançaram-lhe as mãos, e o prenderam.47 – E um dos que ali estavam presentes, puxando da espada, feriu o servo do sumo sacerdote, e cortou-lhe uma orelha.48 – E, respondendo Jesus, disse-lhes: Saístes com espadas e varapaus a prender-me, como a um salteador?49 – Todos os dias estava convosco ensinando no templo, e não me prendestes; mas isto é para que as Escrituras se cumpram.50 – Então, deixando-o, todos fugiram.51 – E um certo jovem o seguia, envolto em um lençol sobre o corpo nu. E lançaram-lhe a mão.52 – Mas ele, largando o lençol, fugiu nu.

Início: Estamos chegando ao final da semana chamada de Páscoa, onde todos nós que somos cristãos, pelo menos o cristão “terrivelmente” Evangélico(brincadeirinha), pensou, analisou, refletiu, no amor de Jesus Cristo pela sua vida, chegando ao ápice, ao ponto mais alto de entregar a sua vida por cada um de nós, em nossa remissão, que significa quitação de uma dívida para colocar um escravo em liberdade(Ef.1:6-7- Para louvor e glória da sua graça, pela qual nos fez agradáveis a si no Amado, 7 – Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a remissão das ofensas, segundo as riquezas da sua graça). Quando a bíblia fala que Cristo entregou o seu sangue em nossa remissão, esse foi o preço que foi pago, e não foi barato não, foi um preço muito alto. Estamos acostumados muitas vezes a entender algumas coisas em nossa ótica e mente, mais quando se fala que Jesus entregou o seu sangue, não foi um furinho no dedo para fazer exames(glicemia, triglicerídeos, hemograma), Ele entregou a sua vida em nosso resgate.

Quando Jesus estava celebrando a Páscoa(Pessach), que até então celebrava, a saída do povo hebreu do cativeiro do Egito, e  Deus para confrontar o Faraó do Egito e isso resultou numa luta entre as duas vontades a de Moisés e a do Faraó, tendo resultado em nove pragas contra o Faraó até aquele tempo. Porém o Faraó ainda não concordava em permitir que os Israelitas se fossem embora e por isso Deus ordenara a décima praga devastadora, que foi a morte de todo o filho primogênito, e para que essa praga não atingisse o povo de Deus, era necessário aspergir o sangue do cordeiro nos umbrais das portas dos hebreus, para que houvesse salvação e houve grande mortandade entre os egípcios. Hoje a nossa verdadeira Páscoa representa o sangue de Yeshua que nos purifica de todo o pecado.

No texto que lemos está falando da prisão de Jesus e todos os evangelhos discorrem, fazem narrativas sobre isto, até que nos deparamos no evangelho de Marcos, que apesar de não estar em ordem cronológica, foi o primeiro evangelho a ser escrito, e durante a narrativa em que alí no Getsemani aparece Judas o traidor com muita gente com espadas e varapaus, que podemos dizer são instrumentos de guerra, de conflito, para prenderem Jesus e Judas o trai com um beijo em seu rosto, porque era esse o sinal para que os soldados reconhecem que era Jesus a quem eles procuravam. Neste momento temos a atitude de Pedro, que naturalmente falando, porque ainda não tinha entendido o propósito do ministério de Jesus, lança a mão da espada e corta a orelha de um soldado, chamado Malco. Lembram quem fez isto? Sim Pedro, o mesmo Pedro, o velho Pedro, que ainda não tinha entendido muita coisa do que Jesus veio fazer aqui nesta terra. E Jesus providenciou o ultimo milagre aqui nesta terra, colando novamente, enfim restaurando a orelha do funcionário do sumo sacerdote Caifás, posso ouvir um amém? Amém nada, o último milagre de Jesus não foi este, teve um, e com ele já crucificado, em que Ele diz para um ladrão: “Hoje mesmo, tú estarás comigo no paraíso”; mais este também não foi o último, agora o último mesmo foi: “Pai tudo está consumado”.

Também vemos, no capítulo 14;51/52 Algo inusitado acontece, e somente o evangelho de Marcos isto é registrado, um jovem vestido com um lençol é despido pelos guardas e fica nuzinho alí no momento da prisão de Jesus. Quem é este jovem? Tudo indica que esse jovem era João Marcos, missionário e companheiro de Paulo em algumas viagens missionárias, outros dizem que seria o Jovem Rico, que decidiu vender tudo e seguir a Jesus. Mais este jovem também pode representar daqueles que seguem a multidão, mas sem saber direito o que está fazendo e o que está acontecendo. Esse jovem vestido com um lençol, bem representa aqueles que são seguidores ocasionais de Cristo; tem uma multidão aglomerada ali, um movimento… então, eles estão lá, para ver o que está acontecendo.

Esse jovem vestido com um lençol bem representa aqueles que estão somente de plantão… estão seguindo a Jesus, mas sem medir as consequências, ou sem entender o seu propósito.

Ora, aquele jovem estava vestido inconvenientemente e despreparado para enfrentar as dificuldades próprias de quem segue a Jesus, afinal de contas, nele não havia cobertura alguma.

Conclusão: Amado, se Cristo teve uma coroa de espinho e uma cruz pra carregar, você acha que vai viver o Cristianismo numa boa, de perna pra cima e papo pro ar? Tem um evangelho de facilidades sendo pregado por aí – um evangelho de só vitória… um evangelho fácil de ser praticado… um evangelho sem cruz.

Em primeiro lugar, a lição de que O rapaz coberto com um lençol é um símbolo dos que seguem a Cristo sem compromisso. Talvez aquele jovem se tornou discípulo de Jesus por casualidade… um discípulo casual, até porque talvez ele era muito curioso. Aconteceu um movimento em frente à janela dele, perto de sua casa e então ele saiu para ver o que estava acontecendo. Se esse jovem, realmente tenha sido João Marcos, ele teve a oportunidade de se encontrar verdadeiramente com Jesus e obedecer o seu chamado, sendo um grande missionário, até no Egito, porque ele entendeu as verdades do Reino de Deus. E nós, porque temos seguido a Jesus? No terceiro dia Jesus ressuscitou e hoje esta a direita do Pai, e intercede por cada um de nós, porém haverá o momento que somente os fiéis deste mundo é que se encontrarão com Ele e gozarão da Vida Eterna ao seu lado, você já pensou nisto? Você deseja uma Vida Eterna na presença de Deus. Receba Jesus como Salvador e Senhor da sua vida. Amém.        

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *